Luta

Quem somos?

O projeto articula-se em três eixos: identificação, sistematização e disseminação. A identificação de práticas utópicas está em abrir a visão a essas experiências que já ocorrem, à margem da sociedade dominante e geralmente fora da grande mídia. A sistematização das experiências consiste na documentação e no estudo das mesmas, através do contato com os sujeitos que vivenciam e promovem essas alternativas, para a produção de um banco de dados. Finalmente, o Luta propõe disseminar essas práticas, através da produção de mecanismos multiplicadores: disponibilização de material informativo e didático, organização de cursos de formação, colaboração com escolas e comunidades. Organizar para espalhar; aglutinar para dispersar: contaminação em cadeia de um mundo por vir. Esse site é produto deste desejo pela utopia que já está aí.

O Luta também busca estimular e incentivar a pesquisa acadêmica acerca desses outros modos de operação, buscando, para tanto, repensar e recriar as práticas do próprio universo acadêmico (da práxis operacional assim como do modo de pensar e saber). Propõe-se estimular e dar espaço à experimentação (na pesquisa, no ensino e na extensão), dando abertura a instrumentos e metodologias ainda não conhecidos ou consolidados.

O Luta prevê, portanto, a inter-relação de conhecimento acadêmico, conhecimento prático e experimentação prática, a partir de uma perspectiva que planifique diferentes práticas e saberes, de diversos contextos, reconhecendo sua afetação mútua. Propõe realizar, através da investigação, da análise e da disseminação, uma transformação direta da realidade social.

Multiplicação por contágio, urgência de tecer alianças, de ampliar conjuntamente os horizontes do possível (mais: do desejável), criação intensiva de caminhos por onde a existência há de passar.

[sem contexto e impertinente para público leigo - Como proferiu um aliado: “Pensar significa descobrir, inventar novas possibilidades de vida… Não há nunca outro critério senão o teor da existência, a intensificação da vida".]